sexta-feira, 14 de novembro de 2014

GURUPI TEM O SEGUNDO MELHOR IDH DO INTERIOR TOCANTINENSE



Índice de Desenvolvimento Humano do município é de 0,759, ficando atrás somente de Paraíso do Tocantins, com 0,764

Com população estimada em 2014 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 82.762 habitantes, Gurupi tem seu perfil populacional na maior parte composto por mulheres 38.648, enquanto os homens somam 38.107, conforme Censo Demográfico de 2010. Entre os 138 municípios do interior do Estado, Gurupi apresenta o segundo melhor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). Este índice classifica o grau de desenvolvimento humano com base na avaliação da qualidade de vida e do desenvolvimento econômico da população.

Com IDHM em 0,759, Gurupi supera Araguaína (0,752) e fica atrás somente de Paraíso do Tocantins, que aparece com 0,764. Em Gurupi, no começo da década de 1990, este mesmo índice era de 0,497, conforme o IBGE. A educação, em seus diversos níveis, é destaque, como aponta o Índice da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) de Desenvolvimento Municipal (IFDM), que é um estudo que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego e renda, Educação e Saúde. O IFDM mostra que, até 2011, Gurupi apresentou Desenvolvimento moderado na educação, sendo esta área a melhor avaliada. Saúde teve desenvolvimento considerado regular e o setor de emprego e renda teve baixo desenvolvimento.

Segundo o Cadastro Geral de Empregos, com levantamentos do mesmo ano, Gurupi aparece com 15.189 pessoas assalariadas com média salarial de 2,1. Já o Produto Interno Bruto (PIB) a preços correntes é de R$ 2.267.867 com a cidade concentrando 12,56% de todo valor gerado pela economia do Tocantins.

Segundo dados da Secretaria do Planejamento e da Modernização da Gestão Pública (Seplan), em sua composição por setor da economia, a agropecuária tem participação no PIB com 1,63%. Serviços públicos como administração, saúde, educação e seguridade social participam na composição com 56,99%. A Prefeitura de Gurupi, com suas autarquias e fundações, concentra 3.400 servidores com folha de pagamento de R$ 7,8 milhões.

Balança
Neste ano, a Balança comercial de Gurupi teve seu saldo em R$ 61.827.908 com exportação em R$ 62.587.490 e importações R$ 759.582.
No mesmo período de 2013, a balança comercial obteve em exportações R$ 62.617.479 frente a R$ 373.627 em importações, alcançando saldo inferior.

PIB por setor
Agropecuária: 37.469
Indústria: 234.349
Serviços: 781.686
PIB per capita: 15.446

Fontes: Seplan, IBGE, FIRJAN, Prefeitura de Gurupi
 (Debora Ciany/Jornal do Tocantins, em 14.11.2014)

sexta-feira, 29 de março de 2013

BREVES DADOS SOBRE A CIDADE DE GURUPI, NO TOCANTINS


        
Praça de Santo Antônio, centro de Gurupi  (Foto: Zacarias Martins)


Localizada na Mesorregião Ocidental  do Estado  do Tocantins, a cidade  de Gurupi  fica  a 245  km de Palmas,  609 km de Goiânia e a 742 km de Brasília.  O município fica no limite divisório de águas entre o Rio Araguaia e o Rio Tocantins, às margens da BR-153 (Rodovia Belém-Brasília).

Em termos populacionais, Gurupi é o terceiro maior município do Estado, sendo pólo gerador de desenvolvimento na região sul do Tocantins.  Em 2013,  segundo o IBGE, a população estimada do município chegou a  84.728  habitantes.

Gurupi faz limite com os municípios e de Aliança do Tocantins, Cariri do Tocantins, Dueré, Figueirópolis, Peixe e Sucupira.

As principais fontes de renda do município são a pecuária e a agricultura, porém, as áreas e  comércio  e prestação de serviços tem crescido significativamente.

TOPÔNIMO
Etimologicamente Gurupi significa ''diamante puro'', que é originário da língua Tupi



ECONOMIA
FERROVIA NORTE/SUL


Obra de engenharia de grande envergadura, a Ferrovia Norte/Sul passa por Gurupi, e por questões de logística, foi construído um Pátio de Integração  Multimodal, além do entroncamento com a Ferrovia Oeste-Leste,  no município vizinho de Figueirópolis. Recentemente foi realizada licitação para que empresas interessadas em instalar terminais de carga e descarga.

A Ferrovia Norte/Sul quando estiver em pleno funcionamento vai  impulsionar a economia da cidade com mais geração de empregos e renda, além de integrar logisticamente o município a quase todos Estados brasileiros e aos mercados Americanos e Europeu.   Isso representa um grande impulso para toda região, seja na geração de empregos, renda, garantindo num futuro próximo uma seqüência de desenvolvimento em todas as áreas que envolvem a produção e logística de transporte.

PAIG
O município conta ainda com o  Parque Agroindustrial de Gurupi (PAIG) onde várias empresas estão instaladas. O local está recebe atenção especial por parte da administração pública municipal, em parceria com o Governo do Estado,  visando  não visa apenas atrair novos empreendimentos, mas também, criar mecanismos que facilitem o desenvolvimento das empresas ali já instaladas. Incentivos fiscais e a doação de áreas para novos empreendimentos fazem parte da política de atrativos disponibilizados pela Prefeitura de Gurupi e que tem chamado a atenção de empresários de todo o Brasil, principalmente, devido  a localização estratégica da cidade, o que facilita a logística, bem como, oferecer a seus habitantes mais qualidade de vida.

Em março de 2013 oito novas empresas apresentaram propostas para se instalarem no PAIG, o que poderá gerar em torno de 300 empregos diretos.

A cidade também é bem servida de supermercados, farmácias, bares e restaurantes. Tem um forte movimento cultural, onde despontam vários artistas de talento.  Conta ainda com a  Academia Gurupiense de Letras (a primeira a ser fundada numa cidade do interior tocantinense), o Centro Cultural Mauro Cunha e a Casa de Cultura da Fundação Unirg.

EXPO GURUPI

            Foto: Divulgação

A Expo Gurupi (Exposição Agropecuária de Gurupi), que acontece anualmente, é a segunda maior feira  do gênero no Estado do Tocantins e uma  grande vitrine para demonstrar aos produtores e a sociedade em geral a evolução das atividades do setor agropecuário.

Há na cidade, uma movimentada negociação de compra e venda de gado, que é feita, principalmente, no recinto dos leilões denominados de  Martelo de Ouro, Futrica e Lance Firme, além dos leilões realizados pelo Sindicato Rural de Gurupi no  tattersall  do Parque de Exposições Agropecuárias Antônio Lisboa da Cruz.


Gurupi conta também  com unidades do SESC/SENAC, SESI/SENAI, SENAR,  e SEBRAE.

REDE BANCÁRIA
Gurupi conta com duas agências do Banco do Brasil, duas da Caixa Econômica Federal, uma  do Bradesco, Banco da Amazônia, Banco Itaú, HSBC e seis agências lotéricas.

CONSTRUÇÃO CIVIL IMPULSIONA CRESCIMENTO E ATRAI EMPRESÁRIOS E MÃO-DE-OBRA
Residencial Campo Bello, construído pelo Programa  Minha Casa Minha Vida

Por muitos anos a Unirg foi usada nos discursos de praticamente todos os gurupienses como a ‘mola’ propulsora do crescimento de Gurupi e, de fato, a faculdade tem sua fatia no bolo do desenvolvimento da cidade, pois a vinda de muitos estudantes aumentou a procura por imóveis, o que obrigou a construção de kitnets. Houve ampliação de restaurantes com comida por quilo e até aumentou o lucro dos donos de bares e promotores de eventos.

Muitos cidadãos gurupienses ainda dependam do serviço público; do padrinho político. A cidade é carente de indústrias e arrecada menos do que necessita para manter bons serviços públicos, além de sofrer do mal crônico das más gestões. Mas não dá para ignorar uma atividade que contribui, e muito, para o crescimento da cidade nestes últimos anos: a construção civil.

Vista panorâmica da região central de Gurupi


Assista ao Vídeo"Gurupi - O Portal do Pantanal Tocantinense", produzido pela Secretaria de Comunicação d Prefeitura de Gurupi, em agosto de 2013, acessando aqui




O boom da construção civil não é uma realidade apenas de Gurupi

Segundo dados estatísticos do Governo Federal, em 2012 a classe média brasileira chegou a movimentar cerca de R$ 1 trilhão com bens duráveis e não duráveis. Para este ano, o Instituto de Pesquisa Data Popular estima que mais de R$ 1,2 trilhão devem ser gastos com bens de consumo pela classe C, sendo que R$ 48,6 bilhões serão destinados para a construção e reforma da casa. Um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) previu no início do ano que o setor da construção civil poderia crescer 4% em 2013, comparado com 2012.

Novos Proprietários

Em Gurupi, o crescimento na construção se deve em especial ao Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, que apresenta facilidades para a realização do sonho da casa própria. Quem compartilha deste pensamento é a publicitária Carla Daniela Nascimento, que comprou a casa pelo programa e depois de muitos anos saiu do aluguel.

Quem também está realizando o sonho de ter própria casa é a assistente administrativo, Paula Ferreira. Ela está começando a juntar documentos para dar entrada ao processo e não vê a hora de sair do aluguel. Ela relata que não é tão fácil comprar a primeira casa, mesmo muitas coisas tendo mudado, porque o valor da entrada ainda é alto, mas com um pouco de esforço é possível, sim, sair do aluguel.

Empresários e trabalhadores

O setor tem sido tão atrativo que tem feito empresários de outros setores a seguir este segmento como é o caso do empresário do ramo de serviços gráficos, Humberto Reis, que há três anos optou por seguir este ramo. Ele diz que decidiu entrar neste mercado porque viu nele a possibilidade de movimentar dinheiro e obter lucros. Ele, que neste período já construiu 11 casas, conta que pretende se manter no mercado, que para ele tem sido promissor. Ele reclama, porém, que devido ao aumento de preço de materiais de construção os lucros têm diminuindo, mas ainda sim, construir casas para vender financiadas pelo banco é um bom negócio.

Quem também tem motivos para comemorar são os pedreiros, como é o caso de Josino Alves Cordeiro, de 62 anos, que está na profissão há 40 anos. Ele relata que o mercado está bom mesmo. “Não falta serviço”, assegura.

Josias Cerqueira, de 33 anos, que trabalha como pedreiro há 15, disse que nos últimos dois anos a demanda por profissionais de sua área cresceu e que eles não estão dando conta de tanto serviço. “Cresceu bastante e estamos satisfeitos”, diz.

E o mercado não tem sido satisfatório apenas para os pedreiros, pois também não tem faltado serviço para os auxiliares, como é o caso do servente de pedreiro, Marcelino da Silva, de 33 anos, que está na construção civil há muito tempo. Ele conta que por diversas vezes já foi chamado para trabalhar em uma obra e não podia porque estava em outra. “Tem tido muita oferta de trabalho”, garante.

Cursos

Como o setor está crescendo também está sendo ampliada a procura por capacitação, e uma das empresas que oferece diversos cursos nesta área é o Senai. Segundo a consultora de mercado do Senai, Ellen Gouveia, já foram fechados neste ano cinco turmas para o curso de eletricista de instalação comercial e residencial; uma para mestre de obras; duas para pedreiro; três para pintor de imóveis; uma para cadista na construção civil; uma para leitura e interpretação de projetos de construção civil; uma turma para operador de retro-escavadeira; uma para introdução à eletricidade e quatro turmas para instalador hidráulico.

Ellen disse que a procura pelos cursos tem sido satisfatória, embora para algumas áreas como a de pedreiro ainda tem sido tímida. “A procura pela capacitação de pedreiro tem sido pequena porque envolve questões culturais. Muitas pessoas que atuam nesta área pensam que não precisam se qualificar, mas o mercado está exigindo e o pedreiro é um profissional que está muito valorizado”, destacou.

Ela enfatiza que em relação ao ano passado a procura pelos cursos aumentou porque está havendo uma mudança no mercado. “São cursos lançados para a comunidade e se tem procura é porque as pessoas estão querendo se capacitar”, explanou.

Ellen também relatou que as mulheres estão procurando cursos na área da construção civil, embora de forma tímida, mas conta que uma aluna já fez dois cursos na área e relata também que conhece empresários do ramo que estão optando por mulheres para colocar cerâmica.

Otimista, a consultora de mercado crer que a construção civil ainda vai continuar crescendo e não só em Gurupi. “É uma área que o Senai atua e vejo que tem uma prospecção de melhoria”, relatou. (Heliana Oliveira/Jornal Cocktail -  agosto/2013)

REDE HOTELEIRA

A cidade é bem servida por hotéis. Ao todo, a rede hoteleira gurupiense é formada por 10 estabelecimentos: Veneza Plaza Hotel, Via Norte Hotel, Gurupi Palace  Hotel, Hotel Cometa, Hotel Glória, Trans Hotel, Deville Hotel,  Hotel Araguaia, Hotel Trevo e Hotel Mutucão. Atualmente (2014), estão sendo construídos mais três hotéis na cidade.


         Foto: Divulgação
O Veneza Plaza hotel está localizado na Rua 10, esquina com a Av. Pará, no centro da cidade

      Foto: Divulgação
O Via Norte Hotel, fica às margens da BR-153, no perímetro urbano de Gurupi
        Foto: Divulgação
O Gurupi Palace Hotel está localizado no  centro da cidade, na rua 7, ao lado da Feira Coberta

              Foto: Divulgação
O Trans Hotel se localiza às margens da  BR-153, na entrada Sul da cidade



          Foto: Divulgação
O Hotel  Cometa está localizado no Bairro Waldir Lins, entrada sul de Gurupi





CARNAVAL DE GURUPI



O carnaval de rua de Gurupi, mais conhecido como Gurufolia, é tradição na cidade também conhecida como a Capital da Amizade pela maneira acolhedora que SUS moradores recebem os visitantes.



O Gurufolia é considerado uma das maiores e mais animadas Festa de Momo do interior do interior do Norte do País, atraindo  todos os anos milhares de turistas de vários Estados e até de outros países.



Esse evento é garantia de diversão sadia onde os foliões podem sempre contar com uma mega estrutura montada pela Prefeitura de Gurupi, composta por Praça de Alimentação, Posto Policial, Posto Médico, arquibancadas e camarotes cobertos, banheiros químicos em pontos estratégicos, além do serviço desenvolvido pelo pessoal de apoio que está sempre pronto para entrar em ação a qualquer momento.


Bandas nacionais e locais comandam a programação do carnaval de Gurupi, que conta ainda com o tradicional desfile de blocos e o   concurso para a escolha do Rei Momo e da Rainha do Gurufolia. Fora do circuito da folia, tem ainda os grandes blocos carnavalescos, que em suas sedes também promovem uma movimentada programação à parte.



FESTEJOS JUNINOS

Dentro do calendário de eventos de Gurupi, os festejos de São João também movimentam a cidade e região com uma programação diversificada e familiar. Há sempre o tradicional concurso de quadrilhas, com a participação de grupos de todo o Estado, além das  barraquinhas que vendem comidas típicas da época.

O palco para a realização dos festejos que aqui ganhou o nome de Arraiá da Amizade  é a praça do Centro Cultural Mauro Cunha, que recebe uma mega estrutura com arquibancadas, praça de alimentação, palco para shows com cantores  regionais, além do tradicional concurso de quadrilhas que neste ano de 2013, atraiu multidões e teve como grande vencedora a Quadrilha Racho Velho, formada por moradores do setor Jardim Sevilha. Confira mais fotos desse evento clicando aqui

    Foto: Secom/Prefeitura de Gurupi




AEROPORTO REGIONAL  COMANDANTE JACINTO NUNES DA SILVA

  Foto: Cláudio Frascari
Terminal de Passageiros do Aeroporto de Gurupi

Por ser cidade pólo irradiador  de desenvolvimento da região Sul do Estado, Gurupi conta com o Aeroporto Regional  Comandante Jacinto Nunes da Silva, sendo que a única companhia aérea disponível é a Sete Linhas Aéreas. Há vôos para Goiânia - GO, com escalas em Minaçu - GO e Brasília - DF; para Confresa - MT, com escala em São Félix do Araguaia - MT; e para Redenção – PA. Porém, a Prefeitura de Gurupi está desenvolvendo projetos de viabilidade técnica e financeira para que outras companhias  aéreas  possam disponibilizar novos vôos, interligado Gurupi às grandes cidades do país.

        Foto: Cláudio Frascari
Pista de pouso se decolagem  de aeronaves no Aeroporto de Gurupi


Este Aeroporto recebeu do Departamento de Controle do Espaço Aéreo o prefixo SWGI é homologado para operações VFR diurno e noturno, possui balizamento intermitente e para operações noturnas o sistema deve ser acionado em períodos programados, com antecedência de pelo menos uma hora antes do horário previsto de chegada.

      Foto: Ascom/TRT
Prédio da Vara do Trabalho em Gurupi


EMPRESAS INSTALADAS FORMALMENTE

Dados de  março de 2013,  apontam que em Gurupi, existem registradas na Jucentins - Junta Comercial do Tocantins, 6.611 empresas,  das quais, 3.736, atual no  comércio, 691  no setor de indústria e 2.184  na prestação de serviços

Destas, 3.947 estão enquadradas como ME (Microempresa) e 1.531 são MEI (Microempreendedor Individual).

           Foto: Cláudio Frascari
Parque Mutuca

De acordo com Jucetins,  o  enquadramento é facultativo ao empresário. Ele pode ou não pedir seu enquadramento.  Isso significa que as outras empresas podem não ser "grandes" empresas, mas apenas que não foram enquadradas como ME.

            Foto: Secom/Prefeitura de Gurupi
A cidade conta com a Sala do Empreendedor  que é um espaço criado para o atendimento e o encaminhamento de empreendedores individuais para a regularização de sua situação perante a lei.


            Foto: Cláudio Frascari
Entrada  Sul de Gurupi


SANEAMENTO BÁSICO

Gurupi conta com 90,38%  de seus domicílios atendidos  com o sistema de água tratada, segundo dados  da empresa de saneamento Foz/Saneatins. A empresa informou que cerca de  24,25%  população gurupiense é atendida com o sistema de tratamento de esgoto.  Em 2013,  os domicílios servidos com rede de esgoto  chegam  6.451.

A estação de tratamento de água de Gurupi tem capacidade para 331 litros por segundo. O índice de fluoretação da água distribuída é de 100%. Já  a capacidade da estação de tratamento de esgoto de Gurupi é de 50 litros por segundo.

O plano de investimentos e melhorias no saneamento de Gurupi prevê investimentos R$ 60 milhões nos próximos quatro anos.


    Foto: Cláudio Frascari
Vista panorâmica do Parque Mutuca, no centro de Gurupi


ENERGIA ELÉTRICA
Dados de fevereiro de 2013, pela REDE/CELTINS, concessionária de energia elétrica no Tocantins, apontam que em Gurupi havia 31.429 unidades consumidoras.

PLANO D EXPANSÃO
Em 2013 foi instalado em Gurupi mais um alimentador (circuito que transporta energia elétrica das subestações para os transformadores. Parte de uma rede de distribuição que alimenta os transformadores da concessionária e/ou de consumidores), permitindo a divisão/separação das cargas das unidades. A instalação deste transformador vai beneficiar 11.000 clientes.

Também foi providenciada a  Instalação de religadores automáticos para dividir a alimentação de energia. Com a instalação desses equipamentos, em caso de interrupção no fornecimento de energia, determinados trechos são isolados para evitar a interrupção para um maior número de consumidores;

Está prevista para este ano a construção de 9456 metros de rede de baixa tensão para instalação de iluminação pública. A obra que atenderá todo o município, tem investimento de R$ 407.000 com participação da Prefeitura de Gurupi.

Já para 2014 está prevista a entrada em operação de mais uma subestação em Gurupi, proporcionando aumento da potência instalada. A subestação que tem potência de 25MVA passa a ter 50MVA.

Quando entrar em operação, a subestação vai melhorar fornecimento de energia elétrica e aumentar a disponibilidade de energia, ou seja, mais unidades consumidoras poderão ser ligadas.

PRINCIPAIS EMPREENDIMENTOS

FERROVIA NORTE/SUL



    Foto: Zezinha de Carvalho/ATN

O ritmo acelerado que impulsiona o crescimento industrial no Tocantins tem atraído atenção de grandes empresários do mundo todo. Grandes obras como a Ferrovia Norte/Sul que corta o Tocantins em 800 km, a hidrovia Araguaia-Tocantins, as hidrelétricas e o Teca – Terminal de Cargas do Aeroporto de Palmas, em implantação, são atrativos fundamentais para os empresários que desejam investir no Estado, pela sua logística e localização geográfica.


O ritmo de obras no entorno da ferrovia é o sinal de que a industrialização chegou e a economia vem crescendo e a geração de emprego também. O município de Gurupi está aberto ao empreendedorismo, especialmente às indústrias, que agregam valor aos produtos tocantinenses. Os pátio multimodal  da Ferrovia Norte Sul  em Gurupi, está  se preparando para promover novas oportunidades para a instalação de grandes e pequenas empresas, fomentando o mercado e gerando emprego e aquecendo a economia.


FERROVIA DE INTEGRAÇÃO OESTE/LESTE

Trata-se de uma ferrovia a ser construída pelo governo federal, numa região de influência de Gurupi,  ligando Ilhéus (BA) a Figueiropólis, próximo à Gurupi, no Estado do Tocantins, cortando toda a Bahia no sentido Leste-Oeste. A ferrovia vai percorrer, ao todo, 1.500 quilômetros, tendo como zona de influência 49 municípios baianos num trecho de 1.100 quilômetros. A nova linha férrea interligará o Porto Sul, a ser construído na Ponta de Tulha (ao norte de Ilhéus) ao Brasil Central, podendo, futuramente, interligar-se com uma rede que chegará ao Oceano Pacífico, promovendo uma maior integração da América do Sul. Esta ferrovia foi idealizada na década de 50.  A estimativa é de R$ 6 bilhões (valor global).


A Ferrovia de Integração Oeste/Leste facilitará o escoamento de grãos, minérios e biocombustíveis produzidos no oeste, sudoeste e sul da Bahia, além de se consolidar como uma alternativa ao escoamento da produção agroindustrial do Centro-Oeste brasileiro. Quanto à importação, a ferrovia transportará fertilizantes, derivados de petróleo do litoral para o oeste baiano e outros insumos. A capacidade de movimentação inicial é de 40 milhões de toneladas por ano.

      Foto: Ascom/Acig
Sede da Associação Comercial e Industrial de Gurupi


COOPERFRIGU

     Foto: Divulgação
A Cooperativa dos Produtores de Carnes e Derivados de Gurupi (Cooperfrigu) há 17 anos impulsiona o desenvolvimento econômico de Gurupi. A Cooperfrigu promove a comercialização de produtos bovinos e seus derivados em parceria com diversos associados regionais.


A localização da planta da Cooperfrigu é  privilegiada. Situada no Sul do estado do Tocantins, região que apresenta mais de 8 milhões de cabeça de gado (principalmente das raças Zebu e Nelore), a Cooperfrigu dispõe ainda de uma ampla pastagem verde, vantagem que possibilita engorda eficiente e carnes mais saudáveis e saborosas.


Atualmente (2013), a Cooperfrigu  gera 600 empregos diretos, está habilitada para exportar para 130 países e no atual momento abate, por dia, em média 800 cabeças de animais e tem como principais importadores os mercados da Rússia, Egito e Hong Kong.

A região é propícia para a cria de gado das raças zebuinas, o cuidado está presente em todas as etapas, a começar pelo o transporte de gado, feito por frota especializada. E posteriormente, na estocagem dos animais, quando estes são completamente higienizados e submetidos aos mais variados exames realizados por veterinários e técnicos do Ministério da Agricultura.

A planta frigorífica da Cooperfrigu é uma das mais modernas do Brasil. Foi concebida para que todo o processo de produção (abate, desossa, processamento, congelamento e estocagem) aconteça dentro do mesmo prédio, evitando que os produtos sejam transferidos para outros locais antes do término.

                Foto: Wesley Silas/Portal Atitude Tocantins
Sede da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil em Gurupi



SISTEMA  DE PRODUÇÃO INTEGRADA




    Foto: Maurício Fenelon


O SPI - Sistema de Produção Integrada, é mais um dos grandes empreendimentos instalados em Gurupi,  atuando com força no segmento de produção integrada de carne como uma unidade terminadora de animais.
O objetivo do SPI é oferecer oportunidade de mercado aos produtores de grãos da região e maior rentabilidade aos investidores, através de um sistema de confinamento bovino de alto desempenho e tecnologia, oferecendo uma nova opção de negociação na pecuária local.


Este novo conceito de pecuária de corte chegou à Gurupi em 2005, com uma completa e moderna infra-estrutura pronta para atender até 30mil cabeças por ano, com um arrojado projeto que visa alcançar 100mil reses/ano.


O SPI oferece lugar, acomodação e nutrição balanceada para engorda de animais de terceiros através de três diferentes modos de contrato. Com o auxílio e experiência de várias empresas parceiras, o empreendimento implantado já mudou  o panorama da pecuária tocantinense com relação aos resultados no período da seca.



GURUPI AUTO POSTO DÉCIO


   Foto: Divulgação
Área de lazer do  do Posto Décio

Inaugurado em 15 de março de 2006, o Décio Auto Posto Gurupi Ltda, está instalado num terreno de 82.000 m2, às margens da BR-153, no perímetro urbano de Gurupi. O empreendimento possui 8.000 m2 de área construída e estacionamento para 400 caminhões.


     Foto: Cláudio Frascari


Integram o complexo do empreendimento,   Br Mania, restaurante, lanchonete, Sala do Caminhoneiro, farmácia, caixas eletrônicos  24 horas do Banco do Brasil e do Bradesco, lojas de acessórios, perfumaria, variedades e diversões, salão de beleza, lavanderia, amplos e higienizados banheiros, sauna masculina, fisioterapeuta, auto elétrica, auto mecânica, borracharia e lavador.

Trabalham diretamente neste empreendimento 290  funcionários. Em 2012, foram inauguradas quatro unidades urbanas e há projeto de ampliação com novas unidades em vários bairros da cidade.


EDUCAÇÃO
ENSINO SUPERIOR

Na área do ensino superior, Gurupi conta com o Centro Universitário Unirg, que disponibiliza, atualmente, 16 cursos em nível de graduação, entre os quais, Medicina, Odontologia, Fisioterapia, Direito, Administração, Ciências Contábeis, Jornalismo, Engenharia Civil dentre outros.  No primeiro semestre de 2013, cerca de 4.500 alunos estavam matriculados na instituição.


Foto: Cláudio Frascari
Campus II, do Centro Universitário Unirg


A Universidade Federal do Tocantins (UFT), também está presente  com um Campus em Gurupi oferecendo regularmente cursos de graduação em Agronomia,  Biologia, Engenharia Biotecnológica, Engenharia Florestal, Química e Química Ambiental; e cursos de pós-graduação stricto sensu em Produção Vegetal (mestrado e doutorado) e Biotecnologia (mestrado).

Foto: Ascom/UFT
Campus da UFT em Gurupi


QUANTITATIVO DE ALUNOS DA UFT/CAMPUS DE GURUPI
- 1185 alunos nos cursos de graduação
- 126 alunos nos cursos de Educação à distância
- 96 alunos nos cursos do Parfor
- 31 alunos nos cursos de Mestrado e Doutorado

Foto: Cláudio Frascari
Campus do IFTO em Gurupi

IFTO – INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

A instituição possui 424 alunos, divididos nos seguintes cursos: Licenciatura em Arte Cênicas (Superior), Agronegócios, Edificações  e Arte Dramática (Cursos Técnicos), Operações Comerciais (Proeja) e Agronegócio (Ensino Médio Integrado)

ENSINO MUNICIPAL

Foto: Cláudio Frascari
Escola Municipal Antônio Lino

O município de Gurupi possui 17 escolas que atendem a 5.500 alunos da Educação Infantil ao nono ano do Ensino Fundamental.

ESCOLAS ESTADUAIS E CONVENIADAS

Foto: Ascom/Seduc
A Escola Estadual Presidente Costa e Silva já recebeu várias premiações nacionais pela qualidade  na gestão  escolar

Em 2013, estão matriculados regulamente 6.984 alunos nem 20 escolas estaduais e conveniadas de Gurupi. Destas, três são Centro de Ensino Médio.

ENSINO PARTICULAR
02 Escolas particulares  que oferecem ensino regular do primeiro e segundo graus. 

Foto: Divulgação
Colégio O Castelinho, da rede particular de ensino



SAÚDE

Foto: Zacarias Martins
O Hospital Regional Público de Gurupi atende a pacientes  de  16 municípios da região Sul do Estado

O Complexo de Saúde Estadual no município, conta com um Centro de Hemodiálise, Centro de Hemoterapia, Clínica da Mamografia e o Hospital Regional Público de Gurupi (HRPG), que disponibiliza 132 leitos e conta com Pronto-Socorro, Maternidade e UTI nas mais diversas especialidades médicas. O HRPG  atende pacientes de  Gurupi e  de 17 municípios da região Sul do Estado.  



Como o HRPG já não consegue mais  atender a grande demanda de pacientes da região Sul, está sendo providenciado a construção  do HGG - Hospital Geral de Gurupi, que contará com 200 leitos. Paralelamente também  será construído   um prédio para ser instalado o Centro de Especialidades para a realização de exames.  As duas áreas para a construção dessas obras  foram doadas pela prefeitura de Gurupi.



Maquete eletrônica do Hospital Geral de Gurupi, que será construído ao lado do Conjunto Residencial Parque das Acácias



CENTRO DE HEMODIÁLISE DE GURUPI
Inaugurado em 19 de  setembro de 2007, o Centro de Hemodiálise de Gurupi atende pacientes de Gurupi e de toda a região Sul do Tocantins.



Gurupi conta ainda com três hospitais particulares (Unimed, São Francisco e Santa Catarina).

SAÚDE MUNICIPAL
A cidade conta com 13 USFs – Unidade de Saúde da Família, dois Centros de Apoio Psicossocial (CAPS II e CAPS AD 3), UPA - Unidade de Pronto Atendimento, Policlínica Luiz Santos Filho, Centro de Controle de Zoonoses e Ambulatório do Centro Universitário Unirg.

-----------------
Fonte: Zacarias Martins com   informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Gurupi, Jucetins, Sebrae/Tocantins, Foz/Saneatins -2013, Agência do IBGE em Gurupi, Secretaria de Saúde do Tocantins, UFT, IFTO e Diretoria Regional de Educação de Gurupi, Cooperfrigu e  SPI - 2013